(12) 3897-2525

15/09/2021 - Moção de pesar pelo falecimento de Bernard Leduc é lida em sessão

 

Nesta terça-feira (14), durante a sessão ordinária, foi lida a moção 63/2021, de Jair Araújo da Silva, que registra votos de pesar pelo falecimento do Sr. Bernard Leduc, ocorrido no dia 13 de agosto deste ano.

Bernard nasceu na França em 1932 e foi casado com a sra. Conceição Leduc por 72 anos, com quem teve três filhos: Cecília, Jean e Eduardo. Veio da França aos 11 anos devido a guerra e há 52 anos se estabeleceu na Tabatinga, construindo a primeira casa de tijolo naquela praia, sempre valorizando e preservando a natureza. Em 1986 adquiriu e mudou-se para o Sítio do Jacú, ao pé da Serra do Mar, na encosta da Mata Atlântica. Enquanto muitos apenas falavam em preservação, Bernard, visionário que era, criou a primeira Reserva Particular do Patrimônio Nacional – RPPN, em seu sítio e até hoje é a única em nosso município além de estabelecer um criadouro conservacionista para cuidar e reabilitar animais silvestres. Posteriormente criou a CEEPAM - Centro Educacional e Ecológico de Proteção Ambiental, uma entidade sem fins lucrativos focada em atividades de educação e preservação.

Foi responsável pela primeira área de soltura e monitoramento de aves silvestres de nosso litoral que frequentemente liberta aves que são vítimas do tráfico ilegal. Foi graças a perseverança do Sr. Bernard, hoje o Sítio do Jacú e seu entorno contém a maior concentração de palmito juçara de nosso litoral. Suas nascentes e matas ciliares estão altamente preservadas, onde se encontra espécies da flora e da fauna altamente ameaçadas de extinção.

Sr. Bernard faleceu com 88 anos, no Sítio do Jacú, na Tabatinga e deixou como legado um patrimônio ambiental riquíssimo, através do seu pioneirismo e dedicação à preservação.

<< Voltar